terça-feira, 8 de março de 2011

Alguém duvida?

Eu nem dou muita bola pra esse negócio de Dia Internacional da Mulher, porque sempre acho que, se dizem que um dia é das mulheres, de um certo ponto de vista significa que os demais não são. Enfim, apesar disso, não dá pra ficar completamente alheia a isso, já que o bombardeio na mídia é grande.
Foi assim que me chegaram às mãos duas publicações relacionadas ao 8 de março e que eu gostaria de usar como ilustrativas da maneira como as mulheres são vistas nesse mundo patriarcal em que vivemos.
A primeira foi um e-mail do UOL, do qual sou assinante, homenageando as mulheres. Abaixo vai uma parte do tal e-mail, com os presentes que eles ofereciam às mulheres:

Confesso que não fui ao site das Americanas.com pra conferir quais eram os produtos com desconto, mas as três outras ofertas são todas relacionadas a cuidados com a saúde e a beleza. Ninguém ofereceu um desconto num restaurante, numa viagem a Paris, num curso de informática. Só cuidados com o corpo!
Depois disso, fui ao supermercado e encontrei lá esse folheto:

Só pela capa já dá pra sentir que o clima é o mesmo: as ofertas da semana da mulher estão relacionadas a "alimentação e saúde"! Pra comprovar, segue abaixo uma das páginas do folheto, com algumas das ofertas:


Queijo minas frescal? Quinua? Linhaça? É assim que querem que a gente comemore o Dia Internacional da Mulher? Cuidando da beleza? Eu confesso que trocaria de bom grado o meu desconto em quinua por um desconto nos maravilhosos vinhos vendidos ali...
Voltando então ao primeiro parágrafo deste post... Se houvesse um Dia Internacional do Homem, alguém poderia imaginar o tipo de promoção que estes dois estabelecimentos iriam fazer? Deixo para a imaginação dos leitores...
E ainda há quem diga que o sexismo é uma invenção das feministas!

4 comentários:

  1. Verdade cruel :(... mas eu ainda gosto de comemorar esse dia! É importante para lembrar as conquistas das mulheres, o quanto já sofreram e o quanto ainda sofremos!!!
    Como sempre ótimas observações professora! ;) bjinho!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha Ana,
    Assino embaixo!
    Detesto a maioria das datas pré estabelecidas. Como se,só naquele dia lembrassemm das mãe, das mulheres, dos professores etc.
    A mulher alcançou algum espaço nos últimos anos.Mas ao mesmo tempo retrocedeu em alguns pontos como o culto exagerado ao corpo, à "beleza". Voltou a ser bibelô.
    Eu não fazia ideia do quanto ainda somos subjulgadas até ir amadurecendo e ficar cada vez mais exigente.
    Se vou comprar um carro, por exemplo, o vendedor procura o homem que estiver me acompanhando para se dirigir a ele. Se vou a um almoço de negocios com um colega, 90% das vezes recebo cantada do mesmo.Se estou solteira,então...
    Ser mulher é útil em alguns momentos, para receber uma delicadeza,mas em grande parte das vezes até atrapalha. Somos muito mais cobradas e julgadas pela nossa aparência do que pelas nossas ideias.
    Enfim, hoje não comemoro nada.É um dia para refletir, como todos os outros. Onde chegamos e o que queremos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu faço parte do time que acha um absurdo termos um dia! Sem nós o mundo não anda, pombas.
    E pra piorar, acabo de voltar da Rússia onde hoje é feriado nacional - daqueles em que tudo fecha mesmo, para comemorar esse dia. Ah...pelamô!

    ResponderExcluir
  4. Muito inteligente o seu comentário. Além do que fica subliminar que as mulheres estão sempre feias...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.