quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Barulhão bão!

Neste último domingo, assisti pela primeira vez a um espetáculo do grupo inglês Stomp, e fiquei maravilhada. Pra quem não conhece, basta dar uma googlada nesse nome e se divertir. Tem até filmes no YouTube.
São eles também que aparecem numa das propagandas do sistema Dolby de som, nos cinemas. Ficaram famosos fazendo música com latões de lixo presos aos pés, como nesta imagem:



Os caras são bons demais e provam que é possível fazer música com tudo o que consideramos lixo e sucata. Nas mãos - e pés - deles, latões de lixo, placas de trânsito, caixinhas de fósforo, copos de refrigerante, jornal, saco plástico, o próprio corpo, tudo vira instrumento.
Para quem é assim tão rabugenta com o mundo barulhento em que vivemos, foi um alívio assistir àquela apresentação.
Durante o espetáculo, me lembrei muito de um percussionista brasileiro chamado Loop B, a quem, em abril do ano passado, mencionei num post aqui sobre sacos plásticos. Ele faz um trabalho semelhante ao do Stomp, tirando música de qualquer objeto, inclusive de sacos plásticos. Pra quem quiser reler, o (longo) post está neste link.
É sempre reconfortante constatar que, num mundo tão cheio de lixo e barulho, existem pessoas capazes de fazer com que a sucata vire música.
Pra quem se interessar, tem um álbum de fotos que fiz durante o show do Stomp bem aqui.
Além disso, a minha amiga Carla Dias fez um super post no blog dela, ilustrado com algumas das minhas fotos. Pra ler o texto como sempre super inspirado dela, clique aqui.

3 comentários:

  1. Olha aí, Ana... Nada mais bacana do que os diversos olhares sobre o mesmo tema.
    Adorei seu post! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei dessa metamorfose musical do barulho! :))
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Que bom que artistas desse tipo resistem e transformam sucata em música e não música em sucata (como muitos e muitos não artistas fazem!)Legal!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.